MENINAS PREMIADAS

Com notícias do PPGCR-UNICAP.

Thaís

Thaís Chianca Bessa Ribeiro do Valle e Rayane Marinho Leal foram premiadas em um importante concurso de redações acadêmicas sobre Fé e Direitos Humanos. Elas são estudantes do Programa de Pós-graduação em Ciências da Religião na UNICAP. Thaís Valle é advogada, mestra e doutoranda (inclusive em colaboração com a Sapienza Università di Roma, na Itália). Rayane Leal é jornalista, especialista em Direitos Humanos e está cursando o mestrado. Ambas são pesquisadoras do noso Observatório Transdisciplinar das Religiões no Recife, que é parte do Grupo de Pesquisa Espiritualidades Contemporâneas, Pluralidade Religiosa e Diálogo.

Ray

O concurso de trabalhos acadêmicos sobre Fé e Direitos Humanos, intitulado “Monsenhor Carlos Parteli e Pastor Emilio Castro”, foi realizado no âmbito do projeto “Fé na Resistência” (que documenta testemunhos libertários de fé e política na região) e reuniu estudantes, professores e pesquisadores da América Latina. Os candidatos enviaram trabalhos para cinco diferentes eixos de pesquisa: 1) Memória, fé e direitos humanos; 2) Secularismo e Estado de Direito; 3) Gênero, diversidade e fé; 4) Migração, religião e direitos humanos e 5) Fundamentalismos religiosos, sociais e política. O comitê avaliador foi composto por pesquisadores de vários países. Os trabalhos aceitos eram do tipo ensaios, avanços de pesquisa, retrospectivas de pesquisas concluídas, capítulos de teses, apresentação de livros ou reflexão bibliográfica, cuja autoria poderia ser individual ou em grupo.

O primeiro colocado foi Juan Bautista Duhau, da Argentina, com o artigo intitulado “El dolor de los desaparecidos me modeló como pastor: El padre Obispo Jorge Novak y su compromiso ecuménico en defensa de los derechos humanos” e recebeu um prêmio de 300 USD. Thaís Chianca ficou em segundo lugar com o artigo “Entre Feminismos, Pluralismo e Ensino Religioso: uma proposta de diálogo entre Ivone Gebara e Guacira Lopes Louro” e irá receber 100 USD. Já o artigo “Laicidade no Brasil e o mito da liberdade religiosa”, da estudante Rayane Leal, está entre os trabalhos que receberam menção honrosa. Todos os artigos premiados serão publicados na revista Religión e Incidencia Pública. A lista completa dos contemplados pode ser encontrada neste link.

Felicitações, portanto, às nossas meninas premiadas e super-empoderadas: pela sua militância com os direitos humanos e pela, agora mais reconhecida, profundidade acadêmica nos estudos de religião!

Saiba mais:

Espiritualidades em rede

Direitos Humanos e laicidade

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *