Narrativas distantes

as infâncias no jornal “Esquema Oeste” (Guarapuava - PR 1979-1984)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.25247/hu.2021.v8n16.p281-299

Palavras-chave:

Fotojornalismo, Imprensa, Infâncias, Interseccionalidade.

Resumo

O semanário “Esquema Oeste”, foi um dos principais meios de comunicação durante as décadas de 1970 e 1980 em Guarapuava-PR, e possui grande relevância para a pesquisa histórica. Diante das possibilidades, a coluna social “Esquema Social”, publicada no impresso desde 1977, permite compreender parte das relações socioculturais da cidade. No que corresponde às infâncias, diante da percepção de crescente publicação na coluna sobre o público infantil, despertou o interesse em investigar quais as narrativas construídas sobre esse público. Diante disso, este texto tem como objetivo refletir sobre as narrativas sobre a infância apresentadas no impresso, entre os anos de 1979-1984, com a finalidade de perceber como as diferenças de classe, gênero, idade e raça, foram reforçadas pelo periódico e/ou sobressaíram como marcadores que contribuíram para sua inserção na impressa. . Para isso, utilizo das observações teóricas sobre interseccionalidade, apontadas por Kimberlé Crenshaw, e sobre fotojornalismo, de Charles Monteiro. A análise permitiu compreender parte da construção da coluna social, das relações sociais da cidade e das compreensões sobre a(s) infância(s) imersas na construção das notícias.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jorge Luiz Zaluski, Programa de Pós-Graduação em História da UDESC

Doutorando no Programa de Pós-Graduação em História da UDESC, na linha de pesquisa Culturas Políticas e Sociabilidades. Vinculado ao Laboratório de Relações de Gênero e Família (LABGEF). Mestre em História PPGH-UNICENTRO, graduado em História (2008) pela Unicentro, Ciências Sociais (2015) Faculdade Guarapuava. Possui especialização em Ensino e História da América (2010), Gestão Escolar (2010) Mídias na educação (2013) e Ensino de Sociologia (2016) pela Unicentro. Possui experiência no ensino fundamental e médio com as disciplinas de História e Sociologia, e na Graduação em EaD, como professor/tutor nos cursos de História e Sociologia, e acompanhamento pedagógico para cursos em EaD UAB/UNICENTRO.

Referências

ALBARRÁN, Elena Jackson. Infancias y juventudes em la Historia latino-americana (Siglo XX). In: AREND, Sílvia Maria Fávero; MOURA, Esmeralda Blanco B. de; SOSENSKI, Susana. (Org.) Infâncias e juventudes no século XX: histórias latino-americanas. Ponta Grossa: Todapalavra, 2018. p. 13-17.

AREND, Silvia Maria Fávero. Convenção sobre os Direitos da Criança: em debate o labor infanto-juvenil (1978–1989). In: Revista Tempo e Argumento, Florianópolis, v.7, n.14, p. 29‐ 47. jan./abr., 2015. DOI: https://doi.org/10.5965/2175180307142015029

BOURDIEU, Pierre. A distinção: crítica social do julgamento. 2. ed. São Paulo: Edusp; Porto Alegre: Zouk, 2015.

BUTLER. Judith. Corpos que importam. Os limites discursivos do “sexo”. São Paulo: Crocodilo Edições, 2019. n. 1.

CAPELATO, Maria Helena. Imprensa do cotidiano: Artes de fazer. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 1994.

CRENSHAW, Kimberle. A intersecionalidade na discriminação de raça e gênero. CRUZAMENTO, Crenshaw K. "raça e gênero." Brasília: Unifem, 2004. p. 7-16.

LIMA, Walquiria; PEGORARO, Éverly. A beleza das mulheres guarapuavanas exaltadas nas páginas do jornal Esquema Oeste (1975). In: Anais 6º Regional Sul de História da Mídia. Mídia, fluxos migratórios e diásporas: perspectivas históricas, Ponta Grossa, 15 a 17 de junho de 2016. Disponível em: http://www.ufrgs.br/alcar/encontros-nacionais-1/encontros-regionais/sul/6o-encontro-2016/historia-do-jornalismo/a-beleza-das-mulheres-guarapuavanas-exaltadas-nas-paginas-do-jornal-esquema-oeste-1975/view Acesso em: 18 de outubro de 2020.

LUCA, Tânia Regina. A história dos, nos e por meio dos periódicos. In: PINSKY, Carla Bassanezi(org.). Fontes Históricas. 2.ed., 1ª reimpressão. São Paulo: Contexto, 2008.p. 111-153.

MACHADO JR., Cláudio de Sá. Fotografias de crianças nas páginas da Revista do Globo: teatralizações sociais e representações visuais (1929-1939). In: José Carlos da Silva Cardozo; Jonathan Fachini da Silva; Tiago da Silva Cesar; Paulo Roberto Staudt Moreira; Ana Silvia Volpi Scott. (Org.). História das crianças no Brasil meridional. 2ed.São Leopoldo: Oikos / Unisinos, 2020, v. 5, p. 339-361.

MOREIRA, Rosemeri. COSTA, Renata Virgínia. Homens, masculinidade(s) e crime no Jornal Esquema Oeste. EMBORNAL. Revista Eletrônica da Associação Nacional de História / Seção Ceará, Fortaleza, v. 6, n. 11, jan. /jun, 2015. Disponível em: http://seer.uece.br/?journal=EMBORNAL &page=article&op=view&path%5B%5D=2524&path%5B%5D=2055. Acesso em: 18 de outubro de 2020.

MONTEIRO, Charles. História e Fotojornalismo: reflexões sobre o conceito e a pesquisa na área. Revista Tempo e Argumento. Florianópolis, v.8, n.17, p. 64‐89. jan./abr. 2016. doi: https://doi.org/10.5965/2175180308172016064

MORELLI, Ainton José. Semanas de Estudos do problema de menores: debates acerca do atendimento à infância e à juventude (São Paulo, 1930-1950). In: AREND, Sílvia Maria Fávero; MOURA, Esmeralda Blanco B. de; SOSENSKI, Susana. (Org.) Infâncias e juventudes no século XX: histórias latino-americanas. Ponta Grossa: Todapalavra, 2018. p. 261-284.

NASCIMENTO, Sebastião Valério Silveira do. A Criança na Fotografia: o retrato da infância na primeira metade do século XX em Belém do Pará (1900 a 1950). (Dissertação) Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado Acadêmico em Educação, UFP, Belém, 2012.

Downloads

Publicado

2021-12-29

Como Citar

Zaluski, J. L. (2021). Narrativas distantes: as infâncias no jornal “Esquema Oeste” (Guarapuava - PR 1979-1984). HISTÓRIA UNICAP, 8(16), 281–299. https://doi.org/10.25247/hu.2021.v8n16.p281-299