História para o Ensino Fundamental na Base Nacional Comum Curricular

uma reflexão a partir da teoria crítica do currículo

Autores

  • Ricardo José Lima Bezerra Universidade de Pernambuco - Campus Garanhuns
  • José Nilson Fernandes da Silva Filho Universidade de Pernambuco (UPE)
  • Maria Sthefanie Lima Ferreira Universidade de Pernambuco (UPE)

DOI:

https://doi.org/10.25247/hu.2022.v9n17.p91-105

Palavras-chave:

Base Nacional Comum Curricular, Ensino Fundamental, Ensino de História

Resumo

Neste texto busca-se empreender reflexões e discussões em torno da BNCC para o Ensino de História escolar relacionada a etapa do Ensino Fundamental da Educação Básica Nacional a luz de teorizações críticas da educação escolar. Objetiva-se mostrar neste texto que BNCC é um texto normativo e definidor da política curricular nacional em atendimento de interesses mercadológicos nacionais e internacionais a partir de uma escolarização proposta com base no desenvolvimento de habilidades e competências para a vida em uma formação social marcada pela força do grande capital. O presente artigo originou-se de uma pesquisa qualitativa a partir de metodologia bibliográfica e documental, apoiando-se em autores e autoras filiados às teorizações críticas da educação escolar e do Ensino de História. Ao final, acredita-se que foi possivel demonstrar, neste texto, que a despeito da BNCC afirmar-se como um documento normativo com propósitos que direcionam a educação brasileira para a formação humana integral e para a construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva em última instância, contudo, percebe-se, pela análise aqui empreendida, incongruências e incompatibilidades os quais negam estes mesmos propósitos e objetivos elencados acima.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Ricardo José Lima Bezerra, Universidade de Pernambuco - Campus Garanhuns

    Doutor em Educação pela PUC SP; Mestre e Licenciado em História pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Prof. Adjunto da Universidade de Pernambuco (UPE).

  • José Nilson Fernandes da Silva Filho, Universidade de Pernambuco (UPE)

    Graduando em Licenciatura em História pela Universidade de Pernambuco.

  • Maria Sthefanie Lima Ferreira, Universidade de Pernambuco (UPE)

    Graduanda em Licenciatura em História pela Universidade de Pernambuco.

Referências

ABUD, K. M. Currículos de História e políticas públicas: os programas de história do Brasil na escola secundária. In:

BITTENCOURT, Circe (org.). O saber histórico na sala de aula. 12. ed. São Paulo: Contexto, 2020.

ALVES FILHO, M. Base Curricular é conservadora, privatizante e ameaça autonomia, avaliam especialistas. Jornal da Unicamp. Campinas, 04 dez 2017. Notícias. Disponível em <https://www.unicamp.br/unicamp/index.php/ju/noticias/2017/12/04/base-curricular-e-conservadora-privatizante-e-ameaca-autonomia-avaliam> Acesso em: 10 jan 2022.

APPLE, M. W. A política do conhecimento oficial: faz sentido a ideia de um currículo nacional? In: MOREIRA, A. F.; TADEU, T. (orgs.) Currículo, cultura e sociedade. 12. ed. São Paulo: Cortez, 2011. p. 71-106.

BARBOSA, P. P. L.; LASTÓRIA, A. C.; CARNIEL, F. S. Reflexões sobre a História escolar e o ensino por competências na BNCC. Faces da História, Assis, v. 6, n. 2, p.513-528, jul/dez, 2019.

BORGES, V. P. O que é História ? São Paulo: Brasiliense, 2005.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/SEB, 2018.

DOURADO, L. F.; SIQUEIRA, R. M. A arte do disfarce: BNCC como gestão e regulação do currículo, Revista Brasileira de Política e Administração da Educação - v. 35, n. 2, p. 291 - 306, mai/ago, 2019.

FERREIRA, D. da S.; ACIOLY, J. S. A Base Nacional Comum Curricular de História: orientações gerais para os anos iniciais. In: SANTOS, K. de O.; ROCHA, P. R. L.da; MELO, S. C. da S. (orgas.) Educação, Currículo e Formação de Professores: Debates Contemporâneos. Arapiraca: EDUNEAL, 2020. p. 61-80.

HORN, G. B.; GERMINARI, G. D. O Ensino de História e seu currículo: teoria e método. Petrópolis: Vozes, 2006.

LOPES, A. C.; MACEDO, E. Teorias de Currículo. São Paulo: Cortez, 2011.

LOPES, S. C. Base Nacional Comum Curricular (BNCC): na contramão de uma formação crítica. Construir Resistências. Rio de Janeiro, 06 nov. 2021. Disponível em <https://construirresistencia.com.br/base-nacional-comum-curricular-bncc-na-contramao-de-uma-formacao-critica/> Acesso em 24 fev 2022.

MENDES, B. Ensino de história, historiografia e currículo de história. Revista Transversos. Rio de Janeiro, n. 18, abr. 2020, p. 01-21.

OLIVEIRA, M. M de. Como fazer pesquisa qualitativa. 3 ed. Petrópolis: Vozes, 2010.

PACHECO, J. A. Escritos Curriculares. São Paulo: Cortez, 2005.

PEREIRA, N. M.; RODRIGUES, M. C. M. BNCC e o passado prático: Temporalidades e produção de identidades no ensino de história. Archivos Analíticos de Políticas Educativas, v. 26, n.107, 2018. p. 01-19. Disponível em <http://dx.doi.org/10.14507/epaa.26.3494> Acesso em 20 fev 2022.

ESTEBAN, M. P. S. Pesquisa Qualitativa em Educação. Porto Alegre: AMGH Editora, 2010.

SILVA, T. T. da. Documentos de Identidade: uma introdução às teorias do currículo. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

Downloads

Publicado

2022-11-30

Como Citar

BEZERRA, Ricardo José Lima; SILVA FILHO, José Nilson Fernandes da; FERREIRA, Maria Sthefanie Lima. História para o Ensino Fundamental na Base Nacional Comum Curricular: uma reflexão a partir da teoria crítica do currículo. HISTÓRIA UNICAP , Recife, PE, Brasil, v. 9, n. 17, p. 91–105, 2022. DOI: 10.25247/hu.2022.v9n17.p91-105. Disponível em: https://www1.unicap.br/ojs/index.php/historia/article/view/2060.. Acesso em: 18 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 261

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.