Em busca da República

Os movimentos republicanos brasileiros e a construção de um republicanismo nacional (1789-1824)

Autores

  • Edson José de Meneses Alves Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)
  • Bruno Câmara Universidade de Pernambuco (UPE)

DOI:

https://doi.org/10.25247/hu.2022.v9n18.p215-234

Palavras-chave:

República, Matrizes republicanas, Imprensa

Resumo

This present article aims to analyze the main Brazilian movements with discussions about the idea of implanting a republic between 1789 and 11824 and discover which countries and/or which eras were the main inspirations for the unfolding of the respective movements. For this, we will analyze the following cases: the Mineira and Baiana Conjurations, in 1789 and 1798, respectively, in addition to the movements that occurred in Pernambuco and parts of the current Northeast in 1817 and 1824. For this, we will tell the construction of the concept “republican matrices” , developed by authors Heloisa Starling and Lilia Schwartz. Here, not only the republic will be highlighted, ideas such as federalism, autonomy and slavery will be highlighted. It is in these republican discussions that the activity of the press also played a significant role, whether in the form of a clandestine press, in the illegal importation of books into Brazil, as well as in the periodical press, using lampoons and newspapers to express support for the new system. of government, the republic. Faced with such approaches, this work will serve as an aid to compare some of the Brazilian republican movements and in which they differ from one another. This research was developed through a course completion work and serves as an introduction to republican thematic studies that will be developed in future research.

 

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Edson José de Meneses Alves, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)

    Mestrando do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal Rural de Pernambuco.

  • Bruno Câmara, Universidade de Pernambuco (UPE)

    Doutor em História pela Universidade Federal de Pernambuco. Professor Adjunto do curso de Licenciatura em História da Universidade de Pernambuco e professor do Mestrado Profissional em Culturas Africanas, da Diáspora, e dos Povos Indígenas – PROCADI da mesma instituição.

Referências

AUTOS DA DEVASSA DA INCONFIDÊNCIA MINEIRA – ADIM (2016) v.11. Belo Horizonte: Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais, 2016.

BRANDÃO, Ulysses de Carvalho Soares. A Confederação do Equador. Recife: Oficinas gráficas da Repartição de publicações oficiais, 1924.

BRASIL. Constituição (1824). Capítulo I – Da Administração, Art. 165, grifo nosso. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao24.htm. Acesso em: 20/09/2019.

CANECA, Frei Joaquim do Amor Divino. Obras políticas e literárias de Frei Joaquim do Amor Divino Caneca. In: MELO, Antônio Joaquim de (Org.). Recife: Assembleia Legislativa de Pernambuco, 1972.

CODECEIRA, José Domingues. A ideia republicana no Brasil: prioridade de Pernambuco. Recife: Tipografia Manoel Figueiroa de Faria & Filhos, 1894.

FERRAZ, Socorro. Utopias Republicanas. In: BARBOSA, Bartira Ferraz; FERRAZ, Socorro. República brasileira em debate. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2010, p. 25-34.

FONSECA, Silvia Carla Pereira de Brito. A ideia de República no Império do Brasil: Rio de Janeiro e Pernambuco (1824-1834). Jundiaí: Paco Editorial, 2016.

LEITE, Glacyra Lazzari. Pernambuco 1817: Estrutura e comportamentos sociais. Recife: FUNDAJ, Ed. Massagana, 1988.

LEITE, Glacyra Lazzari. Pernambuco 1824: A Confederação do Equador. Recife: FUNDAJ, Ed. Massagana, 1989.

LUSTOSA, Isabel. O Brasil entre duas américas: federalismo e unidade nacional. In: LUSTOSA, Isabel (org.). As trapaças da sorte: ensaios de história política e de história cultural. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2004.

MELLO, Evaldo Cabral de. A outra Independência: o federalismo pernambucano de 1817 a 1824. 2ª ed. São Paulo: Editora 34, 2014.

MELLO, Edvaldo Cabral de. A fronda dos mazombos: nobres contra mascotes, Pernambuco, 1666-1715. 2ª ed. São Paulo: Editora 34, 2003.

SALVADOR, Frei Vicente do. História do Brasil. Curitiba: Juruá, 2007.

SILVA, Leonardo Dantas. A bandeira de Pernambuco. In: SILVA, Leonardo Dantas (org.). A Republica em Pernambuco. Recife: FUNDAJ, Editora Massagana, 1990.

STARLING, Heloisa Murgel. Ser Republicano no Brasil Colônia: a história de uma tradição esquecida. São Paulo: Companhia das Letras, 2018.

TAVARES, Luís Henrique Dias. Sedição intentada na Bahia em 1798. 2ª ed. Salvador: Edufba, 2016.

TAVORA, Franklin. Os patriotas de 1817. In: SILVA, Leonardo Dantas (org.). A Republica em Pernambuco. Recife: FUNDAJ, Editora Massagana, 1990.

TOLLENARE, Louis François. Notas Dominicais. Tomadas durante uma residência em Portugal e no Brasil nos anos de 1816, 1817 e 1818 238. Parte referente a Pernambuco. Recife: Empresa do Jornal do Recife, 1905.

Downloads

Publicado

2022-12-29

Como Citar

ALVES, Edson José de Meneses; CÂMARA, Bruno Augusto Dornelas. Em busca da República: Os movimentos republicanos brasileiros e a construção de um republicanismo nacional (1789-1824). HISTÓRIA UNICAP , Recife, PE, Brasil, v. 9, n. 18, p. 215–234, 2022. DOI: 10.25247/hu.2022.v9n18.p215-234. Disponível em: https://www1.unicap.br/ojs/index.php/historia/article/view/2227.. Acesso em: 23 fev. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 34

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.